sexta-feira, 11 de março de 2011

O FIM CÔMICO DE UM DIA DIFÍCIL

Cinco dias de carnaval, chuvosos, praticamente o tempo todo dentro de casa (com raras saídas pra cineminha, casa da vó, casa de amigos). Tempo cinza, frio, quase mofamos. Imunidade caiu, do filhote e da mãe barriguda. Mas até que nos viramos, sacudimos a poeira, nos divertimos como deu, driblando febrinhas e tals.

Feriado acabou, o filhote ainda tava assim-assim e decidi ficar com ele hoje o dia todo, porque na escolinha, né? Todo mundo de nariz escorrendo e a coisa não sara nunca. E tem a homeopatia. E tem a vontade de esticar mais um pouco esse tempo integral juntinho. E então ele ficou.

Mas a casa tava uma bagunça, pilhas de louças, roupas pra lavar e aproveitar o solzinho que resolveu aparecer pós-feriado, almoço pra fazer. Da metade da manhã em diante eu e Caio nos separamos: ele ficou brincando sozinho, eu fui pra forca cuidar da casa.

Almoço saiu tarde, filhote com sono, muito stress e poucas garfadas.

Fome+sono+doencinha: combinação explosiva. Caio dormiu quase a tarde toda, mas acordou péssimo. Chilicou, fugiu de mim, tentou me bater, usou todo o repertório punk dessa fase. Consegui que comesse algo, e a coisa foi melhorando. Pero no mucho.

Pai chegou com colega de trabalho, ajudaram a distrair bem, conseguiram que ele comesse mais um pouco. Humor ainda instável, mas brevemente domado pela atenção de 3 (ufa!). Homeopatia em ação. Mãe barriguda esbagaçada - física e psicologicamente.

Bem na hora do banho, depois de todo o árduo processo de convencimento (né, mães?), quis fazer cocô. Maravilha. Antes de limpar, um minuto de distração e o danado saiu pela casa. Sentou no chão. Mais tarde descobri que tinha passado também pelo sofá (Rá!).

Não aceita tomar banho, chilique monster. Dirige toda sua raiva a mim. Quer o pai.

Sou obrigada a ouvir que "ele devia ter ido pra escola, você não tá dando conta dele assim". A culpa é sempre da mãe (né não, Dani?).

Tomo meu banho e vamos todos assistir um filminho. Sento ao lado do pequeno, puxo um papo: "tá de bem da mamãe?" Ele dá uma risadinha marota. Logo o pai sai e ficamos só nós. Dali a pouco ele está todo dengo-dengo de novo, deita no meu colo, vai ficando sonolento. O filme termina e a mãe aqui está chorando. Mas não, não pelo dia difícil, nem pela 'reconciliação' (!), mas de emoção com o filme mesmo... Toy Story 3!!!

Que tipo de pessoa, senão uma grávida, pra chorar assistindo uma animação com o filho, depois de um dia desses? (estão na minha lista de choros recentes também os filmes Carros, Nemo, Monsters e Toy Story 1).

Ponho o pequeno na cama com a certeza de que amanhã ele fica comigo de novo. E não, eu não sou louca. Sou uma grávida de 30 semanas, com todas as oscilações de humor que vêm no pacote, com um filho beirando os 3 anos, no auge das birras, falando feito gato e futucando o meu umbigo o dia todo (é uma delícia, mas tudo em excesso cansa, afe!), doentinho e irritadiço, mas que é de longe minha melhor companhia (desculpa aí, amor!). E amanhã terá minha atenção integral, que nossa ajudante semanal estará aqui pra cuidar do resto.

E, não digo nada se não terminar o dia chorando ao assistir Os Incríveis ou A Fuga das Galinhas, indo dormir de alma lavada como agora. Amanhã vai ser outro dia (assim espero...).

24 comentários - clique aqui para comentar:

Ivana (Coisa de mãe) disse...

kkkkkkkkkkk vc é uma mãezona Thais! Adoro seus posts, tão gostosos de ler! Olha, você tb tá precisando de um colo, viu? Apela pro maridão!

bjos!

Ivana

Naná Jacob disse...

hehehe...e eu achando que era a única grávida que chorava horrores assistindo desenhos e outras animações que você citou....

me acabei de chorar assistindo Crônicas de Nárnia no cinema, e todo mundo me olhando na saída!!

mas logo passa né???

beijos pra vcs

Tathyana disse...

Eita, quanto estava grávida do Rafael fui com Alice assitir Toy Story 3 e chorei horrores no cinema, kkkkkkkkkk. Essas birras são mega cansativas mesmo, e infelizmente fazem parte do pacote. Força aí. Bjsssssssss

Renata disse...

Ah, esses dias...birras, manha, choro, convencimento, tudo normal da idade, né? Mas caaaaaaaaaaaaansa horrores.
Olha, eu nem grávida estou, já assisti carros milhões de vez/es e CHORO sempre!!!rs!
beijos e boa sorte hoje aí!

Mãe de Duas disse...

Thaís, que chuva foi essa na cidade hein? Não parou um minutito sequer!! Mofamos também.

Lendo seu post rolou um flashback na minha mente: passei por situações muito parecidas quando sendo mãe de uma fora e outra dentro da barriga. É muito exaustivo mesmo.

Chorei horrores no Toy 3 e mais ainda quando e assisti Dumbo. Aquela parte dele sendo separado da mãe devia ser censurado para grávidas!

Bjs e força aí!
Priscilla

Lia disse...

Mas só mesmo um bruto pra não chorar com Toy Story 3...

Beta, a mãe disse...

uau que ânimo nas 30 semanas, eu nessa idade gestacional só conseguia me arrastar de um lado pro outro e chamava a Bia pra ficar do meu ladinho, coisa que ela não topava não. Não só as grávidas choram no Toy Story 3, eu choro SEMPRE que eu vejo e olha que já rolou por aqui umas 50 vezes, sabe como é criança né? O Nemo choramos nós duas assistindo. Carros não consigo acompanhar seilá porque e Monsters é bonitinho. Beijos e boa sorte no dia de hoje.

Ananda Etges disse...

Olha que tbm chorei de lavar a alma quando vi o Toy Story 3, e nem tava grávida ainda! O filme é uma graça mesmo ;)

Aproveita a sexta já no maior clima de fim de semana com o pitoquinho!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com/

Susan disse...

Hum, senti á um tempinho atrás quando meu filhote bateu a cabeça esse peso da culpa ser sempre da mãe, horrível isso!
Lendo seu post já estou me preparando para o que vem pela frente, rs!
Abç.

Cynthia Santos disse...

Ai, Thais, eu aqui achandosupoer normal chorar com Toy Story 3 e vc me vem com Carros?! ahahahahaha
30 semanas,já??? Parece que foi ontem!!Mas cá pra nós, eu fechava os olhos pra bagunça e deixava pra sua ajudante ajeitar o caos...eheheheh
Beijo grande!

Mimi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
micheliny verunschk disse...

kkkkkkkk, eu nem tô grávida e chorei com Toy Story 3.

Olha, flor, não recebi seu e-mail não. Manda de novo? Para verunschk@hotmail.com ou verunschk@gmail.com

beijoca!

Dani Garbellini disse...

Tem dias punk, outros hard core, outros heavy metal, outros samba, outros mpb, outros bossa nova.
Vida de mãe é composta de ritmos ecléticos, tem jeito não!

E já pensou bossa nova todo dia? Aff!

Força na peruca!

Beijos!

Juliana disse...

Thais,
è ótimo vir em seu blog, tem sempre algo bacana...fiquei com vergonha da minha situação lendo a sua, estou gravida de 8 semanas,é meu primeiro filhote, e me sinto mega cansada, um bagaço, sem animo pra nada...se pudesse eu não saía de casa pra nada...Como vc consegue? rsrs
Melhoras...e que essa fase punk passe logo...bjus

Flavia disse...

Nossa me senti agora a mega sentimental! Eu choro horrores em todos os filmes de pixar. Esses dias, vi pela 2345º vez Monstros S.A. com o filhote e na hora da despedida da Bu com o monstro, lá estavamos nós (eu e o pequeno) com lagriminhas na cara. (Ele é meu filho mesmo, não dá pra negar!!!).

saudades tambem! Como esta o barrigão? E esse molequinho 2 já tem nome? (me conta... )

beijos queridona!!

Dany disse...

Thaís, eu choro em todos esses filmes! Aliás, chorar é comigo msm! hehehe
Mas tem dia que dá vontade de apertar o "pause" e deixar o dia acabar, né? Mas como não dá, flor, te desejo muita paciência e energia!
Beijocas!

Nine disse...

Ô dia em, Thais!
Lá em casa é assim tb: assim como sou a preferida, é em mim que a Ísis desconta suas frustrações com mais fúria e percebo que ela fica bem chateada qdo não consigo dar a atenção que ela precisa (dias de semana, principalmente). Mas sou como vc: nada que uma noite de sono (mais regular agora, há!) para no dia seguinte seguir fazendo tudo novamente! É a vida!
Qdo grávida eu tb chorava muito em filmes, mas como tinha enjoado da televisão (!) não assistia muito, rsrsrs
Beijos,
Nine

Anne disse...

hahaha
que barato!
menia, eu tive só o chororô, sem um primogênito correndo cagadim pela casa e já chorava hororres!
o que será de mim numa próxima gravidez!
que exemplo!
bjo

Sílvia Renata disse...

Hehehe
Me vi na sua situação kkkk to planejando outro bb e ao ver seu relato fiquei imaginando como seria afs mas vc é uma maezona tira de letra... e como ficou o sofá? Ensina a dica pq o Edu esta querendo transformar minha casa numa praia d nudismo, qdo se ve livre das fraldas ele sai 'carimbando' tudo rsrsrs
Bjs

Roteiro Baby disse...

Uau!
Que dia!!!
Por isso ainda não tive coragem para "fazer" o segundo filho!
(risos)
Adorei conhecer seu blog... agora entendi porque tantas outras mães blogueiras incluíram ele entre seus favoritos... realmente, vc escreve com muito bom humor sobre coisas que interessam a tantas outras mães. Adorei e voltarei muitas vezes!

Paloma, a mãe disse...

Ô,l menina, ando super em falta com vc. Leio tudim, mas sempre com a Clarice no colo, no peito, não tenho conseguido comentar devidamente. E, para não escrever qualquer coisa, acabo deixando para comentar depois (e é claro que depois eu esqueço).
Na gravidez a gente pensa tanto sobre relação entre irmãos, né? A gente teme pelo ciúme e idealiza o resto (via de regra), esquecendo que relações humanas vão bem além destes dois pólos.
Beijos

Mariana Della Barba disse...

Mas Toy Story 3 é de arrancar lágrimas até dos mais durões!
O Theo ama - mas o engraçado é que por mto tempo seu personagem favorito era o Andy ;) Só agora ele tá se ligando no Buzz e no Woody, hahaha!
bjins

Amanda disse...

Acabei de entrar nesse mundo dos blogs...e estou encantada, me identifico tanto com suas experiencias, estou com meu primeiro filho, aqui do meu ladinho e as vezes só de ficar o olhando já me debulho em lágrimas hehehe...bjusss e dias difíceis só nos engrandecem...

Cleide Ana Rota disse...

Delícia esse teu blog! Não é fácil ser mãe, mulher, amiga; mas quem disse que seria? Ser mãe é realmente a maior experiência que podemos ter na vida. E isso (por mais que participe) homem nenhum jamais irá entender... Mil beijos pra vocês.