quinta-feira, 11 de junho de 2009

DIVERSIDADE CULTURAL


De uns tempos para cá Caio começou a falar algo que não sabíamos o que significava. Virava e mexia falava: "ai ou". No colo, "ai ou". Andando, "ai ou". Comendo, "ai ou". Mas, principalmente, batucando: "ai ooouuu", assim, bem comprido, com biquinho e tudo. Achamos que ele estava cantando, e comecei a tirar onda com ele, cantando uma música do Rappa que tem essa sonoridade "ai ôô êê ai ôô êê" (agora não lembro qual a música... dã). Ele olhava pra mim com cara de quem diz: "ai mãe, que ridícula, nada a ver". E nós achando bonitinho, mas sem entender direito.

Daí que outro dia fui buscar ele no "cantinho" onde ele passa as manhãs, na Fazenda Jatobá. E lá estava ele, com um pandeirinho na mão,
"ai ooouuu" para cá, "ai ooouuu" para lá. Comentei com a Aninha, pedagoga que cuida das crianças lá, que agora ele estava fazendo isso, e ela disse: "A Iaiá [Iara, amiguinha mais velha dele] acha que ele está cantando Hari Ohm [mantra indiano, eu acho]". Fiquei bege, como assim, meu bebê cantando "Hari Ohm"???

Aí caiu a ficha: o Jatobá é um centro de yoga, e as crianças tem uma vivência da prática toda semana, onde fazem posturas, cantam e tocam instrumentos. Mas o Caio era um bebê, até então não fazia nada, no máximo ficava brincando com os instrumentos. Só que o bebezinho está crescendo. E aprendeu a cantar "Hari Ohm". E, reparando melhor, tem feito uns movimentos corporais nunca antes vistos: de pé, abaixa a cabeça e olha pelo meio das pernas (para os iniciados, como que fazendo um adomuca), ou então deita com a barriguinha no chão e levanta o peito e a cabeça (lembrando a postura da cobra)... Meu bebê já é praticamente um yogue! rá!

O pai, capoeira angola, é que não está gostando muito da idéia. Apesar de achar bonitinho e tudo, ele diz - e eu concordo - que temos que passar para o Caio coisas com as quais nos identificamos, que fazem parte da nossa cultura. E, para falar a verdade, mesmo eu tendo praticado yoga durante toda a gestação, nenhum de nós sabe sequer o que siginifca Hari Ohm... Por outro lado, acho bacana o estímulo corporal e musical que a prática está dando a ele, e, embora eu tenha sido capoeira angola também, hoje estou mais para a yoga (não vejo a hora de minha mão sarar para poder voltar a praticar). Então, noves fora, mal não vai fazer esse aprendizado: fiquei até impressionada com a capacidade de aprender desses pequenos, o que um bom estímulo não faz! E, para contrabalançar, dá-lhe batucar e dançar sambas, cocos, cirandas, e outras referências culturais bem brasileiras em casa (às quais ele sempre responde com um ai oouuu.. rá!). E viva a diversidade cultural.


video
caminhando e cantando...

video
não sei virar o vídeo [vergonha]... mas dá para curtir o pequeno mesmo assim, né?)

8 comentários - clique aqui para comentar:

Flavia disse...

Adorei tudo!
Primeiro o cantinho do Caio. Que barbaro esse contato com animais. Queria muito um lugar assim pro João, aqui perto de casa tem uma escolinha, bem legal com horta, animais, comida organica. Só que é caro pra dedéu, e enquanto não decido voltar a trabalhar + horas, totalmente fora de questão.
E adorei os videos, ele tá lindo, e parece ser tão calminho.

um bom dia pra vocês. beijos

{ * } disse...

ah, que fofo!!!
deixa ele cantar hari ohm, batucar a vontade e aproveitar isso tudooo! :)

hoje descobri que a júlia (apenas 6 meses) se amarra numa ópera, posso? ela estala o olho e fica ali, quietinha observando...rs... lá vou eu atrás de ópera então!

beijo grande,
karenina
http://www.juliaontheway.blogspot.com/

Danyelle Santos disse...

Amei seu blog e achei seu filho lindo!
Me identifiquei muito porque meu filhote tb se chama Caio!
Só que o meu já vai completar 6 anos neste domingo. Passa rápido...

Beijocas!

Vânia C. R. Bezerra disse...

Aaaaaaaaaaaai que lindooooooooooo! Amei, fiquei com saudade (como sempre), e mais uma vez me convenci: a gente tem que curtir por que passa muito rápido. Agradeço todos os dias por poder passar várias horas com meu filho, mesmo ele já estando com 5 anos. Vivo pegando ele no colo e falando: "tenho que paroveitar enquanto cabe no meu colo". Rá!
Caio está muito lindo, bochechudo, fofo, inteligente, lindo, lindo, lindo...

Camila disse...

Caio está uma figura... muito gostoso ouvir ele cantar, tocar e andar. Olga também é musical, é uma delícia.
Também não acho nada de mais misturar yoga e capoeira, a globalização tem dessas coisas, quando a gente vê o mundo tá na cara. Com pais como vocês com certeza ele não se perde, muito pelo contrário. Viva o prazer de aprender!!!
Beijos
Camila

micheliny verunschk disse...

Thais coloquei um link para seu blog lá no pacha.

bj!

LILITH disse...

oi thais... aqui é a carol da lilith...
desculpa a demora em responder...
acabei de entregar um monte de slings para a ana paula caldas, do grupo samaúma em campinas! vc conhece? ela é da lista das maternas tb... não sei se é perto ou longe para vc... se não, me manda um e-mail no lojalilith@gmail.com me diz o que vc gosta e seu tamanho, que a gente vê um sling lindo para vc e para o caio!

bj carol

Isa disse...

Como o Caio é lindo.... Benza Deus!!!!! bjo