segunda-feira, 30 de maio de 2011

COMO NASCEM AS COISAS (ou a pergunta que não quer calar)


[Apesar de ainda não estar conseguindo ler os blogs queridos, não podia deixar de vir aqui agradecer o carinho de vocês - OBRIGADA!! -, e registrar o que dá dessa nova fase. Mas são tantas coisas, dá vontade de registrar tudo, mas não tô dando conta... Só que Caio está muito engraçado, e essa eu não podia deixar passar:]

Caio, desde que assistiu ao nascimento do irmão, ficou ainda mais interessado em saber como cada coisa "nasce". Vira e mexe ele vem com a perguntinha curiosa: "mamãe, como nasce....."

Daí que outro dia ele se superou. Começou à tardinha, querendo saber: "mamãe, como nascem as formigas?" Confesso que essa me pegou, não soube responder direito (nunca fui muito boa em biologia...). Mas ele mesmo respondeu: "elas nascem no formigueiro, né?"

Pouco mais tarde, na hora do jantar, ele vira pro pai e pergunta: "papai, como nasce o queijo?" Foi só risada! Mas Dani explicou explicadinho, e prometeu levá-lo de novo na fazenda, pra ver como funcionava o processo. Satisfeito, veio a próxima. Admirando o aquário que o pai está montando, quis saber: "papai, como nascem os peixes?" Aí foi mais fácil, recorremos à lembrança do filme Nemo, e a explicação ficou mais didática. Ok. 

Mas o molequinho, achando tudo muito divertido, resolveu se superar, e lançou essa: "Mas gente, como nasce um corinthiano?" Nem preciso dizer que nessa hora o jantar acabou: ninguém mais conseguia parar de rir!!! Mas ele insistiu, eu tentei explicar e ele não se convenceu. Foi atrás do pai, que pacientemente remontou ao clássico: "papai e mamãe namoraram... sementinha..." até chegar no gosto por futebol e coisa e tal. Ele meio que se convenceu.

Mas, no dia seguinte, a pergunta ressurgiu: "vovó, como nasce um corinthiano?" Depois de muita risada, a vovó bem que tentou, mas ao final da explicação veio a sentença: "não entendi. Mamãe, como nasce um corinthiano?" Tentei, mais uma vez, e ele: "não entendi". Dissemos pra ele perguntar pro pai, então. E lá foi ele. "Pai, como nasce um corinthiano?"

Não ouvi a explicação todinha, mas vi que ele apelou pro nascimento do Nuno (no dia que o Corinthians perdeu pro Santos). E aí o bichinho sossegou. Mas, vira e mexe ainda pergunta: "gente, como nasce um corinthiano?", só pra ver a gente cair na risada...

Pai e irmão corinthiano dando o primeiro banho no pequeno que, segundo o pai, já nasceu "corinthiano sofredor"... será que assim nasce um corinthiano??

19 comentários - clique aqui para comentar:

Dani Garbellini disse...

Que legal, Thaís!
Ri muito com o "como nasce um corinthiano". hahaha
E a foto do Caio, irmão mais velho? Que lindeza!
Continua contando, quando tiver um tempinho, claro!
Beijocas!

Pequenos Modernos disse...

hahaha, adorei!
Beijinhos e boa semana!

Rô! - @robertarez disse...

Huhsuahsuhu... ri muito. E agora tô aqui pensando no que o meu namorado responderia pro nosso filho se perguntasse como nasce um corinthiano (detalhe importante: o namorado é palmeirense) rsrs

Nine disse...

Que bom receber notícias de vocês!

E que história legal essa do corinthiano, em? rsrsrs Imagino a cabecinha dele pensando em como nascem as coisas, hehehe

Beijos,
Nine

Thays disse...

oi! comecei esses dias a ler seu blog e ADORO! Essas perguntas de crianca sao mesmo de deixar a gente sem ter o que responder... Tenho um bb que tem ainda 4 meses. Mas fico imaginando quando elE entrar nessa fase...
Bjinhux

Paloma, a mãe disse...

E n]ão é que o Caio vestiu seu traje de gala para receber o irmão?
No mais, adorei as perguntasd e a curiosidade dele, deve ter sido o máximo assistir ao nascimento do irmão dentro da própria casa!
Beijos

Anne disse...

Vai curintia!!!
Corinthiano nasce até de ovo, desconfio...:)

Bel disse...

Ei !!! Tenho acompanhado seu blog e hoje decidi criar o meu. É sobre as minhas tentativas para realizar o sonho de ser mãe. Coloquei ele privado. Se quiser me acompanhar, me mande seu e-mail (belornelas@gmail.com) que te mando o convite. Bjos, Bel.

Ivana - coisademae disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKK Ai, que fofo! Tô aqui morrendo de rir! Que figurinha é essa???

Um beijo nos pequenos!

Lia disse...

Haha! Pergunta pro Sílvio Santos: "Dr., eu não me engano/ o coração é corintiano..."

Roberta Lippi disse...

hahahahaha, muito boa!!!

Beijos e muita curtição aí nessa fase!!

Pati Alves disse...

Que graça esse menino. Só risada durante a leitura.

Maura disse...

hehehe! Adorei!
Tô passando pra contar que, enfim, voltei a blogar e postei umas fotinhos da minha filhota pra vcs conhecerem!
Um abç,
Maura, mamãe da Sophia

Buena Leche disse...

Nem sei o que gostei mais, se rir da narrativa toda, muito boa, ou de emoção por saber de mais um criança amada, tratada com sensibilidade e inteligência. Esse guri vai longe!

Kah disse...

PArabéns!
Voltei agora e descobri tanto bebezinho saído do forno e outros tantos que ainda estao!
Muita saúde, leite e felicidade! Noites dormidas também!
Beijão!

Patrícia Boudakian disse...

Thais querida, sou corinthiana roxa e AMEI o post. Pelo Cortinthians e pelo duplo sentido de como nasce um corinthiano. Deve ter sido incrível pro Caio acompanhar o nascimento do irmão tão de perto. Pro meu segundinho quero Alice por perto acompanhando tudo... e em casa, é claro.
Volte quando der pra contar os detalhes.
Beijo!

Anônimo disse...

Ola,
Eu gosto muito do seu blog.. adorei a historia de como nascem os conrinthianos!
Eu represento a "Mavens of London", uma compania de pesquisa de mercado na Inglaterra.
Nosso projeto atual consiste em entender o que pais brasileiros pensam.
Gostaria muito que vc participasse.

claudia.marcotti@gmail.com
www.mavens.co.uk

vestidos infantil disse...

Oi Tha

Conheci seu blog hoje e achei muito lindo! A minha filha têm 9 meses (fará agora dia 15/06) se Deus quiser. Apesar de ser muita responsabilidade e ocupar bastante o nosso tempo, ser mamãe é algo inexplicável e que não têm comparação a nada neste mundo.

Bjs
Ana Paula

BLOG DO PROFEX disse...

Difícil esta pergunta. Criança tem mesmo cada uma! - já dizia o grande Pedro Bloch. Só não pergunte pra São Paulino nem palmeirense senão vai pirar o Caio...
Gostoso o blog.
Grande abraço!