terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

PEQUENO TIRADOR


Muita coisa acontecendo de uma vez, Caio se transformando a cada dia, e eu aqui, vivendo a vida, dedicando pouco tempo para escrever, narrar, documentar. Mas nada de desculpinha esfarrapada, a verdade é que por esses tempos esse será o ritmo do blog mesmo. Então, vocês já sabem, tá ali no perfil, tenho fases como a lua, fases de andar escondida, fases de vir para a rua... Quem quiser gostar de mim, eu sou assim... Rá!

Mas vamos ao que interessa: o Caio, claro. Tanta coisa em tão pouco tempo, queria ter conseguido registrar tudo aqui. O moleque tá figura. Desde que engoliu a pílula falante, o pequeno tá se achando. Tira com todo mundo.

Primeiro foi com meu pai. Os dois no jardim da casa dos meus pais. Vovô resolve fazer graça:
- Caio, olha o piu-piu!
- Pobinha (pombinha), vovô! (com cara de bravo, corrigindo meu pai)
Vovô fica passado.

No outro dia, o vovô começa a cantar a música preferida do momento para o netinho, que solta essa:
- Ah, não, vovô! Vovô não sabe!
Close no vovô com cara de tacho.

Eu sou o alvo preferido. Esses dias ele ficou meio doentinho e praticamente parou de comer almoço e janta. A mamãe tentando manter a calma e a paciência, tentando de tudo pra ele comer pelo menos um pouquinho.
- Quer isso, quer aquilo, quer aquilo outro?
E ele, com cara de "pára de me encher o saco, mãe", me manda essa:
- Taio (Caio) não té (quer) nada, mamãe. Não té nada.
E ponto.

Agora ele deu pra querer ser independente (nos momentos em que resolve desgrudar de mim... rá!). Eu estimulo: Caio já sabe fazer tal coisa sozinho! ou Agora o Caio vai aprender a fazer tal coisa sozinho! E assim vamos. Daí que resolvi ensinar o danado a descer da cadeirinha do carro sozinho (mais ou menos, viu, gente, aquele sozinho pra ele se achar, mesmo). Ele adorou, e vira e mexe quer descer sozinho (umas mil vezes seguida, vocês sabem como é, né?). E eu sempre fico naquela de querer ajudar, mas hoje levei ferro:
- Tai (sai) mamãe, não axuta (ajuda)! Télo (quero) sozinho.
Posso com isso???

E, pra finalizar, a tirada-mór, e nem precisou de palavras: logo de manhã, eu, cansadona, tomando meu café ainda de pijama. Lá vem ele, todo alegrinho, como se viesse me fazer um carinho (ele anda muuuuito carinhoso, delícia total). Vem com a mãozinha em direção a mim, e... "aaaaaaaaaaaai, filho!!!!". Apertou com gosto uma camada adiposa mais saliente daquilo que um dia foi sua primeira casa, e riu com a cara mais malandra que conseguiu fazer, como se dissesse: "mamãe, olha isso, coisa feia, vai se cuidar." M-O-R-R-I. Só não fui direto pra academia porque estou muito sem grana, mas o apertão pegou fundo. Eu tô lascada com esse menininho tirador.

16 comentários - clique aqui para comentar:

Letícia Volponi disse...

Excelente, que delícia! Essa fase de falçao e de indpendência é divertidíssima. Lá em casa tb quer fazer tuuuuuudo sozinha. É uma graça, mas tb uma chatice às vezes.

Paloma, a mãe disse...

Ahahaha, e quando começa, não para mais. Eu sou repreendida diariamente para a Ciça. E outro dia ela apertou a barriga do pai e o chamou de gordão (detalhe que ele é magrelo, não tem nenhuma saliência na barriga, dá até raiva). Ah, esses galhofeiros!
Beijos

P.S. Quanto ao rancinho que vc sentiu, acredite, não é contra quem fez PD ou defende o parto humanizado, pois eu também defendo, mas contra esta indústria que se está criando e esta imposição de que quem não fez é fraca, é menos (e pior) mãe, menos mulher, é o cocô do cavalo do bandido. Vc mesma deve saber o quanto foi difícil sair do sistema e teve sorte de encontrar logo pessoas que te ajudassem. Eu estou em uma cidade nova e, confesso, me assustei com esta indústria às avessas que encontrei aqui.

Flavia disse...

queridona.... que saudades infinitas de vc!
E que delicia esse pequeno falante tirador de sarro...
O João tambem anda falando um monte e eu adoro, e assim como o "Taio" ele adora a letra "t".
Tenho novidades vou ver se te escrevo um e-mail esses dias, antes que vc pense outra coisa, já adianto que não, eu não estou gravida!, hahahaha.
a gente se fala entao.

beijao

piscardeolhos disse...

Pobinha é ótema.
E que mania que esses meninos têm de apertar nossas saliências!? Me deixa, ô!
Beijão pra vc e esse menino independente, sem axuta.

Renata disse...

Que delícia que é essa fase tagarela. O André resolveu soltar a língua também e repete tudo que a gente fala...to toda derretida!
beijos mil

Mariana disse...

Oi, Thais!
Também adorei seu blog!
Já coloquei aqui no favoritos.
To rolando de rir com as frases comédias do seu filho. "Não axuta" é hilário! O Theo tá começando a falar, uma palavrinha ou outra... Mas não fala mamãe, outro dia ameaçou a falar mamão, acredita? :D

Dani disse...

Super figura o Caio heim! E essa da barriga! Jesuis! Vou começar a encolher a barriga quando chegar perto de Nina, vai que ela resolve fazer isso também né! Imagina só no encontro de mães blogueiras deste ano! Não sei quem vai conversar mais! Nós ou eles! Beijo! Dani
PS:ai... Thá...ainda nem tô treinando para o segundo...quero dizer, tô, mas não tô...entendeu?!!! Acho que lá pro meio do ano tiro esse mirena, vamo vê, vamo vê...

Ioly disse...

Vi a indicação de seu blog na revista Crescer, e adorei!
Tenho uma pequena de 1 ano e 5 meses que agora é um papagaiozinho, repete tudo que ouve. Uma fase deliciosa, não é?
Caio é uma figuraça!
Adicionei o link do seu blog no meu - ioly.asp.blog.uol.com.br - Mãe de verdade - verdades de mãe.

Pérola disse...

Garoto espertissímo!
Um fofo!!! Adorei!!!
Beijão!!!

Bia Mello disse...

Mas ele é espertissimo, ne?
Fofura crianca falante, a-do-ro!!!
Imagina so a cena da barriga...acaba com a gente esta siceridade toda e a simplicidade do gesto. Ele so queria fazer carinho, nao acho que foi critica nao...relaxa! :)
Bjs,

Carol disse...

Oi! Descobri o seu blog pelo google. Acabei de começar a escrever um também. Sou mãe pela primeira vez e não conseguia achar um espaço legal pra ler as coisas da gravidez. Se puder, passe lá pra me visitar! ;) Beijo. Carol
http://segredosmaternos.wordpress.com

Paloma disse...

heheheh...E a Isa, outro dia, levantou a blusa e disse: "Mãe, olha meu barrigão!". Daí, olhou pra mim, levantou minha blusa, disse: "Mãe, que barrigão você tem!"...Fala sério, né! heeheh...bjo
Paloma e Isa

Dany disse...

Adoro essas tiradas...
Lembro de um dia, Caio era bem menor, passou um comercial sobre remédio de emagrecer, não lembro o nome. Ele ficou paadinho assistindo e, no final, mandou: Mãe, compra pra vc!
É mole? rs

Ninoca disse...

Adoreias tiradas do "Taio"! Fofo! Abraços para vocês!

Mari disse...

ai menina, ontem o Caetano caiu de cara no chão! meu bebê, meu pequeno, ralou a cara e o nariz começou a sangrar...não achei que levaria firme e forte, mas depois...haha, minhas pernas ficaram moles, fiquei enjoada até. loucura isso que a gente sente. eu tbém dei vivas por ele mamar, que foi o que o acalmou depois.

o mais engraçado é que eu vivia dizendo (ao ver uma cça machucada) que os pais deviam ser muito desatentos, que se eu tivesse um filho iria cuidar pra isso não acontecer....tsc tsc tsc

Mari disse...

eu juro que o comentário foi do post do machucado!!!!

aproveito pra dizer: não gostei de ver sangue dele não...