segunda-feira, 26 de março de 2012

MÉ MÉ


Esse fim de semana Nuno disse, pela primeira vez com perceptível intencionalidade,  algo que se aproximou de mamãe. Ele já vinha esboçando uns pa pa pae (sempre o pai, humpf) e até um ca caua (pro irmão, que dá de dez a zero até no mamá). E nesse finde veio o tão esperado... MÉ MÉ.

Por um momento, fiquei em dúvida: seria o mamá, a mamãe, ou... a marvada? Afinal, essa proeza ocorreu dias após o pequeno ter se apegado a uma garrafa de cachaça do vovô, insistido até conseguir derrubá-la, quebrá-la (e viva o anjo da guarda dos bebês arteiros) e se lambrecar na dita cuja, enquanto o papai assistia o futebol (rá!).

Mas a dúvida durou pouco, considerando que após dois ou três MÉ MÉ o danado se jogou em cima de mim, se enfiando no meu peito. Mais uma vez, já tô mais que acostumada, ponto pro mamá.

9 comentários - clique aqui para comentar:

Dani Garbellini disse...

Eu desconfio seriamente que eles amam mais o mama que a mamãe. rs

Falando sério, mamãe e mama para eles deve ser uma única coisa. E bão!

Beijo e saudade de você!

Ana Paula - Journal de Béatrice disse...

Ja dizia um amigo meu que o amor de um bebê por sua mãe é puramente interesseiro, é a mulhar da teta, o mama, o mémé! Ja o amor pelo pai era algo genuino, autêntico, desprovido de qualquer interesse! Eh mole?
E viva o mémé!
Beijos Thais ; )

Paloma, a mãe disse...

Ah, mé... mé é o mamá, nada de mamãe. Aqui em casa também demorou, mas a minha tese é de que a Clarice não precisava chamar por mim, já que eu estava sempre ali, pertinho, para o que ela precisasse. E até hoje ela não fala o meu nome, Paloma, embora fale o de toda família. Para mim, ela diz "mamá" (nem é mais mamãe, mas mamá mesmo, embora ela me chame de mamãe quando me queira por perto). Pode?
Beijos

Patrícia Boudakian disse...

hahahaha aqui em casa alice disse primeiro mamãe, mas a lavagem cerebral foi forte quando percebi que poderia sair rapidinho um papai.

pra não ficar na dúvida sobre mamá ou mamãe ensinei logo que o peito era o tete.

os anjos da guarda dos bebês trabalham dia e noite hein querida... hahaha

beijoca enorme e saudades!

Gabriela disse...

Thais, mulher! Ontem pensei em você, acredita? E pensei no quanto o Nuno já devia ter crescido. Fato que seu post já confirmou.
Beijos

Ivna Pinna disse...

hahahahha
Mãe e mama deve ser tudo a mesma coisa na cabecinha deles! Certeza! hahahaha

Beijão

Ivana_coisa de mãe disse...

kkkkkkkkk "marvada" não! Eu adoro essa fase em que a gente fica tentando decifrar os códigos linguísticos dos filhos. Coisa mais gostosa.

bjos!

Dany disse...

Eu acho que mé mé vale para os dois: mamá e mamãe, que, para eles, devem ser as coisas mais legais do mundo. :-)

Thaís, minha flor, será que seria muito abuso da minha parte te pedir pra tirar a verificação de palavras? rs Eu AMO comentar no seu blog, mas as letrinhas ficam cada vez mais difíceis e a gente acaba perdendo um tempão tentando decifrá-las. O que vc acha? :D (sorrisão aberto tentando te convencer)

Nine disse...

Mamá é o que há, né? rrsrs Beijos!