segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

SANGUENOZÓIO: NÃO AO REAJUSTE SALARIAL DOS PARLAMENTARES


Eu confesso. Quando vi o post da Mari nos convocando ao "Movimento Sanguenozóio" tive três reações contraditórias: achei legal, levando em conta o poder que já percebemos que temos através dessa blogosfera; achei inútil, numa postura meio desconfiada desse mesmo poder; fiquei com preguiça, numa postura totalmente acomodada, pensando que eu não teria tempo nesse fim de ano pra fazer nada sobre o assunto, e que também, mesmo que fizesse, não adiantaria nada.

Só que isso ficou me cutucando. Fui lendo outros posts aqui, ali e acolá, e pensei que tinha que me manifestar, por mim, pelo meu filho, pelas coisas em que acredito. Fui lá e assinei o abaixo-assinado. Mas ainda não me assosseguei.

Então recebi um email da Erundina. É, ela mesma: não sei porque raios recebo os informativos dela, mas quase sempre leio, e muitas vezes são bem interessantes. Atualmente não voto nela, mas já votei, e admiro muito seu histórico de atuação política. Nesse episódio, além de votar NÃO e repudiar publicamente o reajuste, ela teve uma atitude politicamente muito diferenciada: destacou o fato de que apenas o PSOL (que NÃO é o partido dela, vejam bem), enquanto partido, se posicionou contra a matéria, orientando TODOS os seus parlamentares a votarem CONTRA. Atitude raríssima - a dela e a do partido - em tempos de coligações espúrias e politicagens em causa própria.

Daí que hoje, em um ataque de insônia gravídico - assunto para outro post -, o sanguenozóio veio com força total. E aderi ao movimento das cumpanhêra.

Não estou muito inspirada, e tampouco terei muito tempo para importunar os parlamentares. Mas, além de redigir essas mal-traçadas linhas, fiz um emailzinho que vou encaminhar para os parlamentares do Sim.

"Senhor parlamentar,

como mãe, profissional autônoma, estudante de doutorado e, acima de tudo, cidadã que atua cotidianamente, em todas essas frentes, tanto na esfera privada quanto na pública, em busca de um mundo e de um país melhor, venho por meio deste manifestar minha indignação frente ao absurdo processo de aprovação de reajuste dos salários dos parlamentares, conduzido por vocês à revelia de todo um país. Essa manobra política, efetivada às pressas em meio ao clima "jingle bells" que predomina no país, está sendo repudiada por milhares de brasileiros e enfureceu também a nós, mulheres que batalhamos por uma maternidade ativa e desejamos que nossos filhos vivam em um mundo melhor, onde exemplos como esses dos senhores, de legislar em causa própria, sejam cada vez mais raros.
Imaginem só vocês, se todos aqueles profissionais merecedores de aumento, resolvessem agir como os senhores? Professores da rede pública, por exemplo, como propôs o senador Cristovam Buarque? Ou, quem sabe, todos os trabalhadores do país, cujos salários se guiam pelo mísero salário mínimo? O senhor já parou pra pensar como deve ser duro tocar a vida com um salário de R$ 510,00? Pois é, esses sim precisam de reajuste. Já parou pra pensar também naqueles que não têm salário, não têm emprego, não têm casa para morar, não têm assistência médica decente, não têm sequer comida? Será que todo esse dinheiro que vocês estão se declarando merecedores de receber, para além de tudo o que já recebem, não deveria ser investido em outras situações emergenciais, em direitos básicos dos quais muitos cidadãos estão privados, esses sim merecedores de aprovações de última hora?
Então, é isso: estamos de olho e fazendo pressão. Os "parlamentares do sim", como vocês já são conhecidos em todo país, estão na mira de manifestações nos mais diferentes setores. Assim como o meu caso, outras mães estão se manifestando em seus blogs, e a caixa de emails de vocês vai ficar lotada. Estamos aguardamos um posicionamento público dos senhores sobre essa barbaridade toda.

Atenciosamente,

Thaís Rosa"


Já postaram sobre o "movimento": Mari, Kah, Natália, Dani, Carol, Anne, Roberta e Renatinha.

Para assinar ao abaixo-assinado: AQUI.

Para se manifestar junto aos parlamentares: AQUI.

7 comentários - clique aqui para comentar:

Dani Garbellini disse...

Thaís, tive as mesmas reações que você, mas ainda estou na fase da inércia, sem cabeça para escrever sobre isso. Mas espero conseguir, antes tarde que nunca...
Sua carta ficou muito boa.
Beijos!

Dany disse...

Thaís, tô dentro! Meu post sai amanhã sem falta!!!

E agora tô mais p da vida ainda com a notícia que acabo de ler: "Professor ganha 40% menos que média do trabalhador brasileiro com mesma escolaridade."(http://educacao.uol.com.br/ultnot/2010/12/15/professor-ganha-40-menos-que-media-do-trabalhador-brasileiro-com-mesma-escolaridade.jhtm)

Revoltante, né?

Kah disse...

Oi. Oi. Oi. \o/
Na minha opinião TODO representante público deveria ser obrigado a usar serviços públicos (escolas, hospitais, transporte, ...) e ganhar, na melhor das hipóteses, a média que o brasileiro ganha. Ponto.
O que só torna, para mim, ainda mais revoltante eles se auto-reajustarem para um valor desses.
Adorei a carta.
Beijão!

rossana disse...

oi, thaís
cheguei aqui através do pequeno guia da mariana e quero registrar meu apoio ao movimento das mammas sanguenozóio!
parabéns pela carta, assino embaixo!
além de o aumento ser abusivo e de legislarem em causa própria, o que me impressiona é que, dentre tantos projetos esquecidos, mofando enquanto esperam por apreciação e votação, é justamente este o escolhido para votação em caráter de urgência. sacanagem é pouco, né não?
rossana

Dani disse...

Tha, passando pra desejar um lindo Natal pra vocês!
Beijo!
Dani
PS: acredita que mandei a minha carta ao deputado que votei e ao Sarney e ninguém respondeu? Juro!

Maura disse...

Boas Festas! Que 2011 seja de muita felicidade (para nós e não para os parlamentares - heheh)!
Um abç,
Maura e Sophia

Nine disse...

Oi Thais! Super me identifiquei com todos os seus sentimentos. Já passei da fase de assinar o abixo assinado, já salvei a lista dos parlamentares e agora, depois desse seu post, salvei o link para mandar email. Há! Devagar e sempre, até porque final de ano é correia mesmo e os caras do Congresso sabem que a gente mal vê o que se passabem na nossa rua, quanto mais lá em BSB. Safados!
Estamos juntas nessa!

Um ótimo 2011 para vc e sua família!
Beijos,
Nine