segunda-feira, 30 de março de 2009

O PODER DE UM FILHO



Transformar mau-humor em poesia. Anoitecer cansaço e amanhecer alegria (tendo madrugado ternura). Ver uma dor de cabeça se transformar em gargalhada. Brincar no chão e esquecer do tempo. Desacelerar da rotina rolando na cama. Trocar problemas por beijinhos, mordidas e gritinhos. Um filho nos brinda com todos esses poderes, e muito mais. São eles que nos transformam em mulheres-maravilha, na verdade.

[ainda bem que baixo astral de mãe dura pouco... Rá! Por essas e outras que AMO ser mãe...]

5 comentários - clique aqui para comentar:

JULIANA disse...

wou, que lindo!

Marcia Lima Gomes disse...

É exatamente assim. Assino embaixo: "Por essas e outras que AMO ser mãe..."

Renata disse...

dura pouco mesmo...qualquer gargalhadinha pequenininha alegra nosso dia.
beijinhos, querida

Ana Paula Cavalari disse...

é muito bom ser mãe mesmo!!! sempre digo que é a grande escola da alma. Meu mestre nasceu de mim para me tornar uma pessoa melhor!!!

Dani disse...

Lindo o que vc disse! Linda estas fotos! Beijo!